Blog de danielcohen
  

Da Serie "Poeticações,..."

Que tal se pudéssemos, só um pouquinho,
Só um pouquinho nos permitíssemos,....
Sonhar,....e até delirar.
Que tal se pudéssemos, fixar o olhar,
Mais adiante das tristezas, das maldades,
E tal qual mágicos,
Fabricar um novo mundo,
Cheio de possibilidades?
Que tal se com nossa varinha de condão,
Extinguíssemos os nossos medos,
Quiçá todos os medos do mundo,....
Que tal fizéssemos, 
Dos ventos, canções?
Recheando-as de poesia,....
E que tal, buscássemos entender, o canto dos pássaros,
O que nos dizem?
Ou a admirar uma criança que brinca,...absorta.
Em que mundo ela se encontra, nessa singeleza?
Que tal, olvidássemos-nos das expectativas,
Aprendendo a viver o momento, o nosso momento,...
E pudéssemos entender que na vida,
Tal quais as marés,...
Os problemas vem,...e vão.
No fim, tudo é efêmero,...passageiro,...
Que tal pudéssemos,
Simplesmente amar as pessoas,
Assim do nada e por nada,
Só amar pelo amor,...
Distribuindo nossos afetos,...
Que tal percebêssemos, o quanto é curta a viagem,....
Quão pouco tempo temos, 
Para descobrir, usufruir e semear,
Que tal aprendêssemos, 
Que o êxito, não é a única virtude,
Que viver é a preparação de morrer,...



Escrito por danielcohen às 09h48
[] []


 
  

Reescrevi hoje esse poema, há muito publicado. Burilei-o:

 

Da Serie "Poeticações"

 

Minha mente são paredes,

que encerram lembranças de tantas vidas.

São tenazes que me apertam, aprisionam em redes,

causando sofrimentos, reavivando feridas.

 

Minha mente é uma prisão,

Escrava dos pensamentos,

De tristezas tão presentes,

Nebulosas alegrias.

Tantas químicas, desilusões, sofrimentos.

Visões perdidas pelas madrugadas frias.

 

Minha mente não é minha amiga,

triste constatação;

Ao contrário, sempre me intriga,

pois nunca me leva ao campo da boa divagação.

 

Tenho tentado com ela abrir meu coração.

Converso longamente,

Explico, imploro, digo-lhe merecer:

Lavam-me as lágrimas da emoção,

Por favor, ajude-me a esquecer,...



Escrito por danielcohen às 08h20
[] []


 
  

Reescrevi hoje esse poema, há muito publicado. Burilei-o:

 

Da Serie "Poeticações"

 

Minha mente são paredes,

que encerram lembranças de tantas vidas.

São tenazes que me apertam, aprisionam em redes,

causando sofrimentos, reavivando feridas.

 

Minha mente é uma prisão,

Escrava dos pensamentos,

De tristezas tão presentes,

Nebulosas alegrias.

Tantas químicas, desilusões, sofrimentos.

Visões perdidas pelas madrugadas frias.

 

Minha mente não é minha amiga,

triste constatação;

Ao contrário, sempre me intriga,

pois nunca me leva ao campo da boa divagação.

 

Tenho tentado com ela abrir meu coração.

Converso longamente,

Explico, imploro, digo-lhe merecer:

Lavam-me as lágrimas da emoção,

Por favor, ajude-me a esquecer,...



Escrito por danielcohen às 08h20
[] []


 
  

Foto: Recomendo: - -> Jamais Vou Te Esquecer- é perfeita *-*



Escrito por danielcohen às 10h34
[] []


 
  

Foi escrito como um poema, entretanto deve ser lido como uma oração,.....

 


É Proibido

É proibido chorar sem aprender,
Levantar-se um dia sem saber o que fazer
Ter medo de suas lembranças.

É proibido não rir dos problemas
Não lutar pelo que se quer,
Abandonar tudo por medo,

Não transformar sonhos em realidade.
É proibido não demonstrar amor
Fazer com que alguém pague por tuas dúvidas e mau-humor.
É proibido deixar os amigos

Não tentar compreender o que viveram juntos
Chamá-los somente quando necessita deles.
É proibido não ser você mesmo diante das pessoas,
Fingir que elas não te importam,

Ser gentil só para que se lembrem de você,
Esquecer aqueles que gostam de você.
É proibido não fazer as coisas por si mesmo,
Não crer em Deus e fazer seu destino,

Ter medo da vida e de seus compromissos,
Não viver cada dia como se fosse um último suspiro.
É proibido sentir saudades de alguém sem se alegrar,

Esquecer seus olhos, seu sorriso, só porque seus caminhos se
desencontraram,
Esquecer seu passado e pagá-lo com seu presente.
É proibido não tentar compreender as pessoas,
Pensar que as vidas deles valem mais que a sua,

Não saber que cada um tem seu caminho e sua sorte.
É proibido não criar sua história,
Deixar de dar graças a Deus por sua vida,

Não ter um momento para quem necessita de você,
Não compreender que o que a vida te dá, também te tira.
É proibido não buscar a felicidade,

Não viver sua vida com uma atitude positiva,
Não pensar que podemos ser melhores,
Não sentir que sem você este mundo não seria igual.

Pablo Neruda



Escrito por danielcohen às 20h15
[] []


 
  

Da Serie "Tristes Verdades,..."

 

Foto: Que Lindooooo <3 <3 <3



Escrito por danielcohen às 18h26
[] []


 
  

Uma receita dos deuses,...gregos, romanos,..e outros menos votados.

 

Há dias, (muitos)vcs meus caros confrades, sentem minha tristeza,...depressão.  Não pode existir dor maior,...do que uma ferida que se abre na alma. Hoje finalmente eu comecei a estar bem,...mas ao fazer essa receita e escrevê-la, meu coração dilacerou,...espero que lágrimas tristes, não tenham salgado o preparo.  Cozinhar para mim, sempre foi um supremo ato de amor,...fazer delícias sem compartilhamento, perdem muito de seu sentido,...

Tudo começou mal. Abri um vinho que para chegar a categoria ruim, haveria muito bom caminho a percorrer,...O tal “Alpatagua CS 2.010”, deveria ter em seu rótulo a denominação de “Alpimentágua”, tamanha ode ao pimentão verde. Isso posto, parti para o mise em place, composto de:

Aspargos frescos, champignos frescos, ervilhas tortas, cebola roxa, rúcula, pistache torrado, amêndoas cruas, passas claras, azeite, manteiga, alho, alecrim, tolmilho, sal, pimenta do reino e aceto balsâmico. Ah sim....vermuth Noly Prat.

Ao lado, separei um marmorizado contra filé, daqueles de filme de bang bang, quando o bandido faz seu último pedido, antes da forca,...lindo! Sério, dava vontade de mandar enquadrar o danado,... Temperei com o olhar amoroso e deixei perder temperatura. Pensei na possibilidade de leva-lo para cama essa noite,...não tem a coisa de “prazeres da carne”? Essa faria justiça ao termo,...

Só suportando o tal vinho,...comecei a cozinhar. Tudo aqui acontece muito rápido, portanto nada de muito relax. Queremos tudo crocante, mantendo seus sabores e texturas naturais. Ok? Continuando com o vinho ruim,...tentei fazer um prato bom,..e consegui terminar uma sinfonia de sabores. Invejável.

Em uma panela, coloquei um punhado de passas, reguei com vermuth e fervi. Apaguei e reservei. Na wok, derreti manteiga com azeite e deitei as cebolas cortadas grosseiramente. Assim que murcharam, acrescentei o alho,...em seguida as amêndoas,...nossa,..como elas chiaram,...atrás delas, os aspargos, o tomilho e o alecrim fresco. Mexendo suavemente entraram os champignons,...e como quem não quer nada,...as ervilhas tortas. Mais um tanto de fogo forte,...uma bela regada de aceto. Não muito,..eu diria assim uma 10 colheres de sopa. 

Mais um pouco de vinho,...(na boca, não na wok),...não tem jeito,..o safado não convence,...

Legal,..o balsâmico começa a caramelar. Chegou a hora das passas e do vermuth. Lá vão para a panela,...corrijo o sal e a pimenta do reino. Tudo certo? Hora dos pistaches e da rúcula,...já em fogo apagado,...e esta pronto!

 

Em uma outra frigideira de fundo grosso, grelho  a profana carne. Só na panela a tempero com sal e pimenta do reino.(antes só havia temperado com o meigo olhar,..)Menos de dois minutos de cada lado, ..e levo ao prato. Ladeio com a magnífica fritada e posso garantir: Nada pode ser tão simples, singelo e bom!

Maldita hora em que não troquei o vinho,...




Escrito por danielcohen às 21h08
[] []


 
  

Da Serie "Tristes Verdades"

 

Foto



Escrito por danielcohen às 19h34
[] []


 
  

a Serie “Reflexões,...”

Tudo na vida tem um importante momento: Aquele em que vc se dá conta de que algo tem que mudar, e rápido. Vc se olha na amargura, abraçado na tristeza da alma, na rigidez dos teus preceitos, no sono da depressão, achando que o peso do edredom é a tua ancora de salvação,...de que mesmo? De vc mesmo! Deste que em um momento qualquer, deve despertar para a vida, sair remando, acima das tempestades, a despeito da enorme facilidade que é, deixar-se entregar,...
As tempestades, por mais vendavais que façam, ora, amainam. As cinzentas nuvens que a tudo encobrem,...ora, se esvaem,...abrem azuis, por onde se apresentam novos horizontes. As calmarias auxiliam a aquietar o espírito e no silêncio acalentador, novas vozes, mais suaves, se fazem versos. Trazem novas rimas,...
O universo é sábio,...para tudo apresentam-se cadências, que por terem ritmos próprios, nos pedem atenção. Precisamos antes de qualquer outra consideração, entender os tempos e, sobretudo, respeitá-los. Há de se saber, que ciclos devem ser vividos, sem o que não faremos as travessias, que nos levam às margens seguras da experiência,...da sabedoria.
Não existe fórmula secreta ou sagrada, o que sim tempos,...são singelamente as bênçãos do tempo, que aliadas às reflexões, farão seus constantes milagres, transformando-nos em seres, cada dia mais íntegros,...melhores e certamente, mais felizes e harmônicos.



Escrito por danielcohen às 19h34
[] []


 
  

Da Serie "Cubanizações&Politicalhas"

Foto



Escrito por danielcohen às 08h56
[] []


 
  

Da Serie "Mulheres com o coração de pedra,..."

 

Foto



Escrito por danielcohen às 08h37
[] []


 
  

Da Serie "Frases consagradas,..."

 

Foto



Escrito por danielcohen às 15h42
[] []


 
  

Da Serie "Rotinas casamentosas,.."

 

Foto



Escrito por danielcohen às 15h41
[] []


 
  

Da Serie "Reflexões,.."

Na semana que hoje se encerra(ao menos pelo calendário hebraico, que como judeu, devo ao menos fazer de conta seguir), passamos por três importantes fatos: Um imbecil,....o passeio de motocicleta da Dilma por Brasilia e dois de suma, extrema importância. A vinda dos nefastos médicos cubanos e a suprema desgraça que foi o massacre, aparentemente químico na moralmente devassada Síria. Poderia incluir aqui, a alta do dólar? Acho que não, posto ser fato anunciado, a quem com algum cuidado olha, os meandros da economia mundial como um todo e a brasileira em especial. Por mais nefastas que sejam as consequências do dólar, na nossa vida, posto que deságuam na corrosiva inflação, nada tem a ver com os resultados dos outros dois fatos, conforme veremos a seguir.
Quanto aos médicos cubanos, só nos resta esperar. Pelo andar da carruagem, tenho em mim, que a população mais carente, mais uma vez há de pagar essa conta, com as agruras de seus corpos doentes. Muita tinta já foi gasta com o tema, que me soa como mais um estelionato eleitoreiro de costumeiros resultados.
Outro tema, esse sim assustador, fala do massacre químico levado a cabo, só o bom Deus sabe por que lado, na Síria. Sem querer defender o carniceiro Bashar Hafez al-Assad, nada estranharia se o ataque houvesse partido dos rebeldes, matando seu próprio povo, transformado-o em asquerosa massa de manobra política, obrigando desta forma as potências internacionais a intervirem, derrubando o "presidente". 
Não sei por que,...talvez pelo calor das escaldantes areias do deserto, aquela região produza uma maior quantidade de gente maluca. A ignorância endêmica por si só, não poderia responder por tamanhos desatinos. Há de se buscar outras alternativas que expliquem tamanha constante insanidade, que assola aquele lado do mundo.
Minha reflexão, deságua no medo. Causa-me ansiedade buscar entender, os resultados de mais uma frente de guerra no mundo; busco entender, como pode o ocidente, entrar nessa luta, sem saber direito a quem no final, entregar a terra arrasada,...Entregarão o país a quem? a mais uma facção terrorista que entronizada oficialmente no poder, sairá por ai distribuindo suas convicções de destruição? Formaremos mais um exército, por nós acidentais armados e financiados, cujas balas e estopins, explodirão inocentes em uma estação de trem ou em uma festiva maratona?
Não estará o mundo, dito livre e democrático, fazendo mais uma estúpida intervenção de sangrentas consequências? Até que ponto, devemos endurecer nossos corações, virando as costas para certas nações que insistem em degladiar-se até a morte, baseados em suas tribais tradições, que na verdade nada valem em um ambiente globalizado, voltado a secularização que visa antes de mais nada o desenvolvimento humano?
São questões geopolíticas não é mesmo? Na verdade podemos até continuar com o nosso drink, e dizer: Que se danem! Me dá mais gelo!! Acabou o queijinho,...corta mais?.... Mas posso garantir,...não é bem assim que funciona esse universo tão interligado. As imagens das catástrofes, adentram nossas casas, via net, tv,...e nas pessoas mais sensíveis, adentram os corações. É muito fácil dizer que aquilo esta acontecendo láaaaa longe, quando nosso coração, esta aqui tão perto.
Que podemos fazer? Pouco,..muito pouco mesmo. Mas incito-os ao menos a parar por alguns momentos,...peço que por alguns minutos, enlevem em silêncio, seus pensamentos e energias, àquele lado do mundo, e façam uma pequena oração; emitam algo de bons fluídos. Não sei se isso é pouco,...mas estou certo de que irmanados na dor dos que inocentemente tanto sofrem, ao menos aos olhos de Deus, ou se quiserem podem chamar de outro nome,.. que seja,...teremos feito a nossa parte.
Depois disso, talvez possamos sim,..terminar aquele drink com algo mais de paz.



Escrito por danielcohen às 15h41
[] []


 
  
Da série 'Verdadeiras Reflexões '
Mesmo depois de vários relacionamentos frustrantes, muitas pessoas insistem em manter os mesmos critérios de escolha: como é difícil mudar!

Nos apegamos às nossas convicções com a mesma rigidez que a tantos outros hábitos: é como se fôssemos guiados por um "piloto automático".

Quando acreditamos demais no nosso jeito de pensar, temos bem mais dificuldade de aprender com os erros que cometemos: tendemos a reincidir!

Parece que nossas convicções, ainda que nem sempre produzam resultados positivos, nos pertencem e nos dão uma grande sensação de segurança.

Nossos pontos de vista, muitos dos quais incorporamos de terceiros sem muita reflexão crítica, parecem nos dar alguma sensação de segurança.

Quando temos que abrir mão de nossas convicções ficamos extremamente ansiosos e inseguros: somos forçados a mergulhar no "mar das dúvidas"!


Escrito por danielcohen às 15h40
[] []


 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]  
 
 



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, BARUERI, ALPHAVILLE (BARUERI), Homem, de 56 a 65 anos, Portuguese, Greek, Gastronomia, Arte e cultura, Escrever
MSN - dancoboy@hotmail.com

HISTÓRICO



OUTROS SITES
 Restaurante Le Provence.
 http://www.jungleonline.blogspot.com/
 Gastronomia e História
 Miss Kitchen - Uma delicia de Bolg
 Um local de design
 Mais design
 Lindas Mensagens
 Blog da Irene Sandke
 Slow Down
 Selvagens Corações
 Clarissa Olivares
 Edu Simões - Fotos sensacionais
 ansiedade
 http://bipolarmemories.blog.com/
 UOL - O melhor conteúdo
 Cidade de Cunha
 Blog da Marina W.


VOTAÇÃO
 Dê uma nota para meu blog!